Gadgets, Negócios, Seu Bolso

Preço mínimo de smartphones sobe 42,6%, aponta levantamento

O Galaxy A30s teve a maior variação de preço no primeiro semestre de 2020, segundo levantamento feito, entre 1º de janeiro e 30 de junho pela plataforma Zoom. Em abril, o modelo da Samsung tinha preço mínimo de R$ 799,50 no início de abril, e, em junho, passou a custar R$ 1,13 mil, variação de 42,6%.

Continuar lendo
Padrão
Pelo 2º mês, Galaxy A51 é smartphone mais buscado
Gadgets, Negócios

Pelo 2º mês seguido, Galaxy A51 é smartphone mais buscado

O Galaxy A51 foi o celular mais buscado em junho de 2020 na plataforma de comparação de preços Zoom, ocupando o topo da lista pelo segundo mês consecutivo. O smartphone da sul-coreana Samsung se destaca pela boa ficha técnica, design moderno e preço baixo no varejo on-line. O consumidor busca boa performance, mas também preços acessíveis, como comenta a especialista do setor.

Com a alta do dólar e aumento do preço de eletrônicos no Brasil, o ranking de junho também retrata a jornada do consumidor em busca de economia e, por isso, alguns modelos mais básicos acabam aparecendo

Ana Marques, especialista na categoria Celulares do Zoom

Smartphones que custam menos de R$ 1 mil estão na lista, como é o caso do LG K40s, do Galaxy A21s e do Moto G8 Play. Na outra ponta da tabela de preços, está o iPhone 11, único com valor médio acima de R$ 2 mil.

PosiçãoModeloMenor preço
1º lugarSamsung Galaxy A51R$ 1.499
2º lugarXiaomi Redmi Note 8R$ 1.099,99
3º lugarSamsung Galaxy A30sR$ 1.139,90
4º lugarSamsung Galaxy A71R$ 1.899
5º lugarMotorola Moto G8 PlusR$ 1.292,70
6º lugarLG K40SR$ 726,75
7º lugarApple iPhone 11R$ 3.959,10
8º lugarMotorola Moto G8 PlayR$ 879
9º lugarSamsung Galaxy A20sR$ 944,10
10º lugarMotorola Moto G8 PowerR$ 1.294,56

Os preços podem sofrer alterações já que a busca é dinâmica e acompanha a variação de preços dos próprios varejistas;
O levantamento considera smartphones mais buscados de 1º a 30 de junho de 2020;
Para coletar o preço mínimo dos smartphones desta lista, o Zoom utilizou sua base de dados com os valores praticados entre os dias 1º a 30 de junho de 2020. Os preços estão sujeitos à alteração mediante disponibilidade no mercado.

Padrão
Impactada por pandemia, indústria da tecnologia aposta no 2º semestre de 2020
Áudio, Gadgets

Impactada por pandemia, indústria da tecnologia aposta no 2º semestre de 2020

Giro Tech: impactada pela pandemia, indústria da tecnologia aposta em lançamentos no segundo semestre de 2020 Em Resumo – O Podcast do Blog do Maurício Araya

A pandemia de Covid-19 afetou grandes lançamentos da indústria de tecnologia, mas o segundo semestre vem com a expectativa de novidades no mercado, especialmente dos dispositivos dobráveis, sejam eles smartphones ou tablets. Vendas de novo modelo de pulseira inteligente já são um sucesso na China. E modelos de smartphones que ganharam certificação também apontam para o otimismo no segundo semestre. Assuntos para o Giro Tech. Leia mais sobre tecnologia em mauricio.jor.br.
  1. Giro Tech: impactada pela pandemia, indústria da tecnologia aposta em lançamentos no segundo semestre de 2020
  2. Campanha conscientiza mulheres sobre combate ao câncer de colo de útero
  3. Como cuidar da barba no verão

A pandemia de Covid-19 afetou grandes lançamentos da indústria de tecnologia, mas o segundo semestre vem com a expectativa de novidades no mercado, especialmente dos dispositivos dobráveis, sejam eles smartphones ou tablets. O que indica isso é um rumor sobre a encomenda, feita pelas fabricantes chinesas Xiaomi e Huawei, de vidro flexível ultrafino destinado às telas dos dobráveis. A Huawei está na vanguarda do mercado, com com duas gerações de smartphones dobráveis, e seria capaz de colocar mais unidades no mercado. A grande expectativa dos usuários é a popularização desse tipo de aparelho que, no momento, pode custar a partir de R$ 12 mil.

Por falar em Xiaomi, já é sucesso em vendas, pelo menos na China, a nova pulseira inteligente Mi Band 5, sucessora da Mi Band 4. Entre as novidades do modelo, estão a tela cerca de 20% maior que a anterior e funções de medição de oxigênio no sangue e ciclo menstrual, além da tecnologia NFC – de pagamentos por aproximação – e controle de câmera do smartphone à distância. No quesito bateria, apesar de ganhar a opção de não ter que tirar o dispositivo da pulseira para carregamento – o que era bastante esperado -, o usuário perdeu capacidade: antes, a bateria poderia durar por até 20 dias; agora, a pulseira inteligente fica apenas 14 dias longe do carregador.

Com as vendas do Galaxy S20 prejudicadas pela pandemia, a Samsung também deve mirar no segundo semestre, com o lançamento – em um evento on-line marcado para agosto – dos modelos Galaxy Note 20, Galaxy Fold 2 e Galaxy Z Flip 5G, além do tablet Galaxy Tab S7, os fones Galaxy Buds – do modelo ‘feijão’ – e o Galaxy Watch 3, modelos que ganharam certificação na Índia. Outro modelo que ganhou certificação no órgão regulador indiano foi o Galaxy M01s, o novo ‘basicão’ da fabricante sul-coreana.

Padrão